Nesta quinta-feira, dia 30 de junho, o YouTube Kids chegou ao Brasil. Voltada para crianças entre 2 e 8 anos, essa plataforma foi desenhada cuidadosamente para oferecer um ambiente mais seguro e interativo aos pequenos desta nova geração digital. Graças à inclusão de novos recursos, como o timer para limitar o tempo que criança poderá usar o app por dia, o canal promete ganhar a simpatia dos pais. Planners de publicidade também estão de olho nessa nova plataforma. Por enquanto, o YouTube já informou, conforme reportagem do Meio & Mensagem, que o canal terá anúncios, porém, eles não serão clicáveis e não levarão às crianças a outros ambientes. Confira mais detalhes dessa novidade a seguir.

youtubekids_625

YouTube Kids foi concebido para atender ao público infantil e agradar em cheio os pais modernos. Além de imagens em formatos maiores, ícones coloridos também o diferencia do YouTube convencional. Belo Design e conteúdo bem segmentado vão garantir uma navegação mais convidativa e decerto mais duradoura.

Os pais zelosos não precisam se preocupar com uma possível imersão do filho por horas e horas nesse ambiente digital e recreativo. Para equilibrar essa equação de diversão digital versus tempo ao ar livre, o YouTube também foi bem atento ao criar várias ferramentas para monitorar e controlar a navegação do pequeno no app.




No YouTube Kids é possível colocar um timer que limita quanto tempo a criança pode usar o app por dia. Os pais e seus cuidadores também vão poder configurar filtros para busca para evitar que a criança assista conteúdo inoportuno para a sua idade. Haverá também a chance dos responsáveis criarem uma senha exclusiva para acessar as configurações e navegar pelos vídeos do aplicativo sem a necessidade de fazer login em uma conta Google, como informa o site Olhar Digital.  O YouTube Kids também divide os vídeos entre quatro categorias: Aprender, Músicas, Explorar e Séries.

Lançado nos Estados Unidos em 2015, o app já foi baixado mais de 10 milhões de vezes e aqui no Brasil promete fazer muito sucesso graças aos novos atributos que o YouTube oferece.

via