Por mais que isso pareça algo brutal, a Google afirma que apenas 1% dos consumidores vai sentir a falta do suporte. Isso porque essa é a quantia de pessoas que utilizam os apps empacotados no Chrome — sendo que a grande maioria usa apenas os apps baseados em web, que vão permanecer disponíveis como extensões.

via