Pela primeira vez, o telefone celular ultrapassou o computador como dispositivo mais utilizado pelos brasileiros para o acesso à internet, segundo a pesquisa TIC Domicílios 2015 do CGI.br (Comitê Gestor da Internet no Brasil), divulgada nesta terça-feira (12) pelo Cetic.br (Centro Regional de Estudos para o Desenvolvimento da Sociedade da Informação).

Ao todo, 89% dos internautas do país acessam a Internet pelo telefone celular, enquanto 65% optam por computadores (mesa e portátil) ou tablets. Na edição anterior, eram 80% pelo computador e 76% pelo telefone celular.

Mas, o que chama mais a atenção no levantamento, é o índice de brasileiros que dependem apenas do smartphones para o acesso à internet, que subiu de 19%, em 2014, para 35%, em 2015. O uso exclusivo de celulares é ainda mais recorrente entre as classes sociais menos favorecidas, e de áreas rurais.

Como aponta o estudo, 65% dos brasileiros de classes D e E que utilizam a internet dependem do telefone celular. O mesmo acontece nas áreas rurais, onde a dependência é de 56%.

O fator econômico é o principal motivo da escolha pelo uso exclusivo do celular no acesso à internet. Isso porque nem todo brasileiro tem condições econômicas de pagar pela banda larga, que não é nada barata no país. E a opção pelo smartphone tem se mostrado cada vez mais viável diante da expansão das possibilidades do uso de Wi-Fi gratuito”

Winston Oyadomari,  coordenador da pesquisa TIC Domicílios

Mas, ainda que reconheça a importância dos celulares para ampliação do acesso dos brasileiros à rede, Alexandre Barbosa, gerente do Cetic.br, ressalta os riscos dessa limitação. “Essa experiência de uso é completamente diferente e limita essas pessoas ao desenvolvimento de funções mais complexas e cada vez mais requeridas pela nova economia digital”, explica. “Essas pessoas serão muito boas em postar fotos nas redes sociais, ver mensagens e fazer buscas. Mas, será que saberão fazer planilhas? Será que terão a oportunidade de ter acesso a cursos online?”, questiona.

Como reforça Barbos, é a partir da combinação do uso de diversos dispositivos, cada um com suas peculiaridades, e de aplicativos de maior complexidade que se possibilita o desenvolvimento de habilidades digitais mais sofisticadas.

Em sua 11ª edição, a pesquisa TIC Domicílios 2015 realizou entrevistas em mais de 23 mil domicílios em todo o território nacional, entre novembro de 2015 e junho de 2016, com o objetivo de medir o uso das tecnologias de informação e comunicação, o acesso individual a computadores e à Internet, atividades desenvolvidas na rede, local de acesso, frequência de uso, entre outros indicadores.

A artsweb agência digital oferece sites resposivos que se adaptam ao dispositivo móvel do usuário. Seu site pode estar na palma da mão do seu cliente, em qualquer sistema, em qualquer lugar. Invista no seu negócio na internet, falando com quem entende do assunto!

via